Como quitar seus empréstimos antes do prazo

Como quitar seus empréstimos antes do prazo

 

Ola meus caros leitores.

Nesse artigo vamos conversar sobre quitação antecipada, total ou parcial, de empréstimos.

O assunto, na prática, é bem simples. Se você pegou emprestado R$ 10.000,00 e no dia seguinte quer liquidar (acabar) com o empréstimo, você vai pagar o valor original mais 1 dia de juro.

Eu acho que na verdade ninguém quer pegar dinheiro emprestado. Acredito que a maioria das pessoas gostaria de ter seus próprios recursos para realizar seus desejos de consumo, o que muitas vezes não é possível.

Ocorre que as vezes temos motivos realmente urgentes, outras vezes nem tanto, para pegar dinheiro emprestado. Nessas horas vale a pena saber o que é possível fazer depois que a situação melhora e queremos economizar o dinheiro que pagaríamos em juros.

Pelo menos para mim é uma situação chata. Ir até banco pedir dinheiro, sabendo que ele pode recusar, ou ainda que muitas vezes fica parecendo que ele está te fazendo um favor. Mesmo fazendo isso pela internet, há uma aura de que você pegando esse dinheiro, acaba de fazer um novo melhor amigo. É só ver as imagens de pessoas felizes pegando dinheiro emprestado.

Mas vamos aos fatos.

Pegar dinheiro emprestado é somente para emergências, considerando que emergência é quando ocorre uma situação para qual você não estava preparado.

O banco não é seu amigo. Ele vai te emprestar o dinheiro e vai querer de volta  dois dinheiros em alguns casos. Pensa assim; ele não está te ajudando e nem está lhe fazendo um favor. Você vai pagar por esse dinheiro.

Perceba. Não quero crucificar os bancos. Dinheiro é o produto deles. Nós é que muitas vezes usamos o crédito de forma errada. O banco não nos obriga a nada.

Pagamos um dos juros mais altos do mundo. Existem muitas razões para isso que não são foco desse artigo. É certo então que paguemos o justo na hora de liquidar o contrato de empréstimo.

A saber, existe uma lei que rege liquidação antecipada de empréstimos que esta no código de defesa do consumidor – lei 8078/90 de 11 de Setembro de 1990, especificamente no artigo 52 e 2º parágrafo diz “É assegurado ao consumidor a liquidação antecipada do débito, total ou parcialmente, mediante redução proporcional dos juros e demais acréscimos.”

A dificuldade aqui é saber de todos os detalhes de quando pegou o empréstimo. As vezes  sabemos o valor. Taxa de juro, número de parcelas e encargos ficam em segundo plano. A boa notícia é que é possível descobrir esses valores.

Dica: mantenha bem guardada todas as informações do momento em que pegou o empréstimo. Facilita bastante na hora de negociar.

Primeiramente, é preciso ter dinheiro sobrando para pagar/abater antecipadamente um empréstimo. Isso pode ocorrer quando você vende um bem ou recebe um dinheiro extra, como um comissão por exemplo. É importante já ter em mente, no momento da contração do empréstimo, que essa grana extra pode aparecer e que se isso ocorrer você vai antecipar a liquidação dele.

Existe outra forma de agilizar a liquidação dos débitos que é obtendo grana extra. Leia o artigo Turbinando o pagamento das dívidas com renda extra para mais informações.

Outra dica importante é que você só deve fazer essa liquidação quando tiver certeza de que o dinheiro a ser utilizado não fará falta em outra parte do seu orçamento. Como dizem, não adianta descobrir um santo para cobrir outro.

Tenha em mente o seguinte. Os valores nunca vão bater 100%. Mas é possível chegar bem próximo. O que interessa é ter uma ideia de quanto vai pagar para ficar livre do empréstimo.

Em minhas pesquisas, achei o site fazAconta. Nele é possível descobrir todos os dados de um empréstimo tendo somente poucas informações.

Visitei um outro site, o Calculadora Online, na sessão de Calculadora Financeira. Neste, o legal é que ele monta uma planilha mostrando todas as informações. Dá pra ter uma visão do todo rapidamente.

Você pode pesquisar no google pelo termo calculadora financeira online. É legal estudar algumas opções, você pode achar alguma que você entenda melhor.

Vamos estudar alguns exemplos para facilitar o entendimento.

Usando a calculadora de Saldo Devedor, do site  fazAconta, fiz uma simulação de um empréstimo de R$ 10.000,00 por um período de 12 meses e pagando uma parcela de R$ 1.080,10. A calculadora já me deu a taxa juro (4,22 % ao mês).

Ainda no exemplo acima, calculei que se restassem 8 parcelas a serem pagas, eu poderia quitar o empréstimo com R$ 7.206,43. Ou que se pagasse até o final, teria que pagar ainda R$ 8.640,80. Tirando o menor do maior temos R$ 1.434,37. Esse último é o valor que economizaria pagando o empréstimo antecipadamente.

Agora, se restassem 7 parcelas, a conta para quitar o empréstimo seria a  de desembolsar R$ 6.430,44. Mas se eu passe até o fim do contrato, pagaria R$ 7.560,70. A diferença seria de R$ R$ 1.130,26.

Podemos perceber que o valor da economia diminuiu. Isso ocorre por que paguei mais um parcela com os seus juros embutidos. A conclusão é que quanto mais perto do fim, menor a economia.

Dá para saber inclusive o valor para pagamento de uma única parcela antecipadamente, no exemplo R$ 775,99.

Como disse antes, os valores podem variar por que a conta do banco considera inclusive os dias que você ficou com dinheiro emprestado e não o mês cheio, como no nosso exemplo. Mas já deve ter dado para perceber que sempre é um bom negócio liquidar um empréstimo antes do prazo.

Infelizmente, para fazer essa operação de liquidação antecipada, só indo até a agência bancária. Em alguns casos bem raros o gerente faz isso para você atendendo por telefone ou e-mail. Mas não é normal. Afinal, não é interessante pro banco que você faça isso. Ele vai deixar de receber aqueles valores que economizamos nos cálculos acima.

A alguns anos atrás eu liquidei um empréstimo do meu carro pelo FAX. Liguei em um número, digitei os dados do contrato e me enviaram um fax de um boleto.

Existe uma armadilha que aparece assim que você quita o empréstimo. Algum tempo depois de quitado, o valor fica disponível em sua conta novamente, o que significa que você pode pegá-lo emprestado outra vez. Resista. Esse dinheiro não é seu. Se acabou de pagar seus empréstimos, fique de olho em outro saldo. O de investimentos.

Obrigado pela leitura.

Adriano.

 

Referências:

  • http://presrepublica.jusbrasil.com.br/

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *