Coisas boas pelas quais você não precisa pagar nada ou quase nada

Coisas boas pelas quais você não precisa pagar nada ou quase nada

 

Ola meus caros leitores.

Hoje eu quero conversar com vocês sobre coisas que são grátis, ou que custam bem pouco, mas que garantem uma boa dose de lazer.

Vocês já devem ter ficado naquela situação de desejar fazer algo diferente pra passar o tempo mas tudo o que pensam custa dinheiro. Eu já fiquei várias vezes. Pois bem, quero dar pra vocês algumas opções de coisas pra fazer que são grátis ou que custam bem pouco.

O ideia é, além de ter momentos de lazer, desviar os seus pensamentos dos problemas.

Já aconteceu com você de ficar remoendo pensamentos, tentando achar uma solução e nada. Tem horas que não tem jeito, temos que deixar os problemas de lado e esperar o tempo passar. Pra essas horas, nada melhor que fazer algo que não vá pesar na consciência depois por causa de uma dívida a mais.

Esse artigo também inaugura uma nova categoria deste blog, a “De graça ou quase”. Nessa categoria quero compartilhar com vocês algumas coisas que vou minerando, através de pesquisas ou em minhas experiências do dia a dia.

A primeira dica é sobre como me informo sem gastar 1 real. Sou um leitor voraz.  Só que a maioria dos canais de informação, como jornais e revistas, são pagos. Seria ótimo poder assinar esses canais, mas… não é o momento financeiro pra isso. Então, existem algumas alternativas pra ficar informado sem gastar. Uma delas é entrando direto no site desse jornais. Uma boa parte das informações que estão nas bancas, também figuram lá. Pode não ser a mais atual, mas é informação boa e de fonte confiável.

Outro meio que uso pra obter conhecimento é através de aplicativos (programas pra smartphones). No meu caso, como adoro tudo sobre tecnologia, fiz uma busca na loja de aplicativos do meu smartphone por “Informações sobre tecnologia”. Me foi dada uma lista imensa com programas que disponibilizam um sem fim de informações sobre o tema. A maioria são blogs, como este que você está visitando, que escrevem artigos e compartilham com seu publico alvo.

Eu pesquisei sobre tecnologia, mas troque está palavra por qualquer outra de seu interesse e tenho quase certeza que vai achar algum aplicativo que forneça a informação de seu interesse.

E pensa que isso vale pra vídeos também. É assustador pensar na riqueza de informações que temos hoje em dia.

Na minha época de 12 anos eu usava enciclopédia (uma série de livros de papel com registro do nosso conhecimento) pra fazer trabalho escolar. Lista de filmes em cartas no cinema saia no jornal (de papel).

OK, você vai dizer; “Mas pra fazer tudo isso eu preciso de internet. E tenho que pagar por isso.” É verdade. Mas em alguns casos vocês ainda conseguem pagar internet em casa ou tem acesso no trabalho. Algumas operadoras de telefonia até têm “hotspots” (pequenas áreas na rua com acesso WiFi) com acesso a internet. Nesse caso você têm que ter assinatura ou chip da operadora pra poder usar o serviço.

A prefeitura da cidade de São Paulo também disponibiliza acesso a internet em alguns pontos como parques e praças. O serviço é bem limitado, perto do tamanho da cidade, mas vale visitar o site wifilivre pra saber os locais onde existe o acesso. Vai que você dá a sorte de estar perto de um deles.

Alguns podem ler e pensar que é besteira, mas podemos ir ao parque passear, levar a família, jogar bola com amigos ou filhos. Fazendo isso não gastamos nada e passamos momentos prazerosos. Mas tem que ser daí pra casa, se não vão querer esticar pra comer um sorvete ou tomar uma cerveja com os amigos. Resista!

Onde eu trabalho têm uma área de lazer com video game, mesa de sinuca e outro jogos. Quando meus filhos estão de férias, levo eles pra lá. Além desse monte de coisas pra eles brincarem, fica aquela história de ter ido no trabalho do papai.

Tudo até aqui de graça.

Não sei se já ouviram falar de sites que dão produtos pra que você os avaliem em casa. São empresas de marketing que mandam produtos pra você, que então os testa. Depois responde uma pesquisa e pronto. Você pode montar um piquenique pra família, pra namorada ou uns petiscos pra ver um jogo de futebol com amigos. Se tiverem interesse, me escrevam que eu publico um artigo especial sobre o tema.

Não sejamos orgulhosos. E outra, ninguém precisa ficar sabendo.

Outra dica é acessar o www.google.com  e pesquisar “coisas para fazer de graça”. Vai aparecer um monte de opções. É só filtrar pela sua região e pronto.

Estar sem dinheiro ou devendo milhares de reais não pode ser justificativa pra ficar sem fazer nada. Isso seria pior até, pois só te afundaria na tristeza e não resolveria qualquer problema.

Vamos levantar!!!

É sozinho? Toma um banho e vá ao teatro. Têm família? Vá jogar bola no parque.

Só não fique parado.

 

Obrigado e seja feliz.

 

Adriano

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *